Consumo de ferro heme e gorduras derivadas de animais aumentou o risco de câncer de mama em mulheres Chinesas.

As gorduras e os outros constituintes da dieta tem sido estudados extensivamente em relação ao risco de câncer de mama. O ferro, um micronutriente essencial com propriedades pró-oxidantes, recebeu pouca atenção, e gorduras específicas podem aumentar sua toxicidade. Em um estudo de Shanghai, China, os efeitos do ferro e gorduras de várias fontes de alimentos sobre o risco de câncer de mama foram investigados.

Métodos

As participantes desse estudo de caso-controle completaram entrevistas presenciais e um detalhado questionário de freqüência alimentar. Foram analisados 3.452 casos de câncer de mama e 3.474 controles equivalentes em idade.  As ingestões de ferro e gordura derivadas de vegetais e animais foram obtidas de dados de ingestão alimentar e tabelas de composição de alimentos. Modelos de regressão logística incondicional (um tipo de cálculo estatístico) foram utilizados para estudar os efeitos independentes e interativos de diferentes formas de ferro e gorduras sobre o risco de câncer de mama.

Resultados

A ingestão de ferro derivado de animais (heme) foi positivamente associada ao risco de câncer de mama (PSTT <0,01; OR = 1,49 no quartil mais alto versus menor, intervalo de confiança de 95% [CI] 1,25-1,78) após o ajuste por fatores de risco conhecidos, ingestão de vitaminas antioxidantes, de isoflavonas, e uso de suplementos vitamínicos.

O efeito do ferro derivado de animais foi semelhante em mulheres pré e pós-menopáusicas. A ingestão de gorduras derivadas de animais também foi associada ao aumento do risco (OR ajustado = 1,34, IC 95%: 1,14-1,58), particularmente após a menopausa. Observou-se uma interação significativa entre ferro e gordura de origem animal (P <0,01).

Conclusões

Uma alta ingestão de ferro (heme) derivado de animais pode estar associada a um risco 49% maior de câncer de mama primário em mulheres chinesas, e as gorduras saturadas e mono-insaturadas que também são derivadas de fontes animais podem aumentar esse efeito. As reduções combinadas no consumo de ferro e gorduras derivadas de animais têm o potencial de reduzir o risco de câncer de mama.

Fonte:

Dietary animal-derived iron and fat intake and breast cancer risk in the Shanghai Breast Cancer Study

Os comentários estão encerrados.