Derrubando mitos e estereótipos: conheça os Fisiculturistas Veganos que estão conquistando o esporte!

A organização vegana de fisiculturismo sem fins lucrativos PlantBuilt ganhou coletivamente 32 medalhas durante o Naturally Fit Games  2017 em Austin, TX. Os jogos receberam 1000 participantes totais – 39 dos quais incluíram os participantes do PlantBuilt – que foram desafiados em vários eventos de fitness, incluindo kettlebell, powerlifting, musculação, levantamento de peso olímpico e CrossFit. Além de ganhar 32 medalhas – 22 das quais foram para o primeiro lugar – a própria Sara Lee, da equipe vegana, bateu o recorde mundial e o americano para kettlebell.

A PlantBuilt foi fundada pelo casal Dani Taylor e Giacomo Marchese em 2013 com a finalidade de provar que o consumo de produtos derivados de animais não é necessário para a construção de músculos. “Enquanto a multidão de carne e batatas existir em esportes baseados em força, continuaremos a educar e derrubar os mitos de que você precisa comer carne para construir músculos”. Ele espera adicionar novos membros para a equipe em 2019 e competir em uma variedade maior de esportes, incluindo eventos Strongman e Jiu Jitsu.

“As pessoas podem brincar com a pequena equipe vegana pela manhã”, diz, “mas à noite, quando mostramos o que podemos fazer, temos muitas pessoas querendo saber mais sobre veganismo e estilos de vida baseados em vegetais”. Até o momento, Mais de 100 atletas – de países de todo o mundo, incluindo Cingapura, Nova Zelândia, Austrália, Canadá, Grã-Bretanha e Alemanha – competiram com a PlantBuilt team e arrecadaram US$ 20 mil para apoiar organizações veganas, sem fins lucrativos e santuários de animais de criação. 

Conheça 16 Fisiculturistas Veganos e Ativistas:

Max Seabrook

Max Seabrook

Max Seabrook não é apenas um ativista dos direitos dos animais, mas ele também está atualmente na faculdade de medicina, é um treinador pessoal certificado e possui um certificado em ciência biomédica humana. Você poderia dizer que ele está “matando” com bondade! Quanto a ser vegano, ele descreve isso como a “melhor decisão da minha vida”.

 

Dominick Thompson

Dominick Thompson

O triatleta, fisiculturista e Ironman Dominick Thompson fez a mudança de vegetariano para vegano por todos os motivos corretos. “Pensar que os animais podem ser usados de maneira segura e humana para produzir produtos lácteos simplesmente não é verdade… A crueldade e a tortura que podem estar envolvidas são tão ruins quanto o abate.” Quando perguntado se a transição foi difícil, ele explica:” Fazer algo que eu apaixonadamente acredito que é certo, fez a transição ficar fácil”.

 

Erin Fergus

Erin Fergus

Erin Fergus foi nomeada Women’s Physique Pro pela Organização dos Competidores Bodybuilders. Ela não podia conter seu entusiasmo no Facebook, exclamando: “Uma profissional vegana, e quanto a isso ?! EU FIZ HISTORIA DE NOVO PELOS ANIMAIS!”

 

Crissi Carvalho

Crissi Carvalho

Crissi Carvalho foi nomeada pela Federação Internacional de Musculação e Fitness e Arnold Classic Bikini Master 2016 e lançou um livro digital, Vegan Fitness Food. “Voltar à natureza é tão importante em tantos níveis”, ela escreve. “Precisamos parar a crueldade animal, em particular as fazendas industriais de abate, e nos tornarmos mais conscientes do meio ambiente e ajudar a manter e criar ecossistemas mais sustentáveis”.

 

Torre Washington

Torre Washington

Torre Washington é formado em engenharia e explica que é o seu lado de “engenheiro artístico” que o mantém interessado no esporte de esculpir o corpo. “Sou vegano desde 1998. … Não era comum que um vegano fosse um fisiculturista competitivo, mas isso não me desencorajava, e sim, me dava mais paixão para perseguir meus sonhos”.

 

Derek Tresize

Apoie o Veganismo!

Derek Tresize é um fisiculturista profissional e vegano desde 2007. Ele possui um diploma em Ciências Biológicas, é um personal trainer através do Conselho Americano do Exercício e possui um certificado de Nutrição Baseada em Plantas através da Universidade de Cornell.  Ele diz: “Quando eu fiz a transição pela primeira vez em 2007, foi por razões de saúde e planejava consumir produtos de origem animal ocasionalmente, mas depois de aprender mais sobre seus impactos éticos e ambientais rapidamente percebi que não queria parte deles”.

 

Ryan Nelson

Ryan Nelson

 

Ryan Nelson tomou para si o dever de promover os direitos dos animais e um estilo de vida vegano através do fisiculturismo plant-powered. Em uma legenda de Instagram, ele explica seu ethos em suas próprias palavras entusiásticas: “Se você realmente quer fazer uma mudança, GO VEGAN! Comer animais e seus subprodutos esta acabando com Mãe Terra e seu clima. Além disso, é cruel e simplesmente estranho! É 2017, a escolha é sua. Tire os animais do prato!”.

 

Laurel Fredette

Laurel Fredette

Usando hashtags como #SlayWorkoutsNotAnimals (mate series e não animais) e #UntilEveryCageIsEmpty (até toda gaiolas estiver vazia), a atitude de Fredette nas mídias sociais é otimista e inspiradora. Ela dissipa quaisquer mitos relacionados à saúde sobre ser uma fisiculturista vegana: “Comecei a pegar peso depois de me tornar vegana … não é difícil ganhar músculo ou ficar riscada em uma dieta vegetariana”.

 

Korin Sutton

Korin Sutton

Korin Sutton oferece um livro de receitas digital Onde está a Proteína que é Vegan? em seu site e explica: “Eu sou vegano porque realmente amo a vida. Cada espécie viva em nosso planeta é incrível e tem uma vida complexa e bonita para viver e, com certeza, pode experimentar o mundo como nós, e para nossa surpresa, o que pode incluir prosperar ou sofrer”.

 

Berto Calkins

camiseta: “o que veganos comem”

Também conhecido como “Tatted Vegan” (o Vegano Tatuado), Berto Calkins está cheio de idéias perspicazes sobre ser vegan: “Embora eu não tenha me tornado vegano por razões de saúde, eu percebi os benefícios de um estilo de vida vegetariano logo depois”. Ele descreve sua dieta baseada em plantas como “um portal para a iluminação e um caminho para não só a saúde física, mas também a saúde mental”.

 

Anastasia Zinchenko

A Guerreira Vegana

Anastasia não é apenas uma verdadeira “Guerreira Vegana”, como o apelido dela sugere (Anastasia Vegan Warrior), mas ela também possui um Ph.D. em bioquímica. Sentiu-se preguiçoso agora? Baixe o plano dela de refeições veganas vegan meal plan, para começar a treinar forte também!

 

Patrik Baboumian

Os animais mais fortes do mundo são comedores de plantas: gorilas, búfalos, elefantes e eu.

O fisiculturista alemão e strongman acredita que a verdadeira força não é sobre bíceps abaulados ou quanto peso você pode levantar. Trata-se de estender a bondade, mostrar gentileza em vez de crueldade e exercer a compaixão. Em termos de #VeganGains, Baboumian explica: “Eu fiquei mais pesado, fiquei mais forte, ganhei o título do campeonato europeu no powerlifting, eu quebrei três recordes mundiais, então tudo foi perfeito… minha pressão arterial caiu e meu tempo de recuperação foi tão mais rápido que eu pude treinar mais”.

 

Samantha Shorkey

Samantha Shorkey, miss bikini é vegana

Uma das reivindicações de Samantha Shorkey para a fama é ter recebido seu cartão pro em 2014, quando ela ganhou o primeiro lugar e o título geral de miss biquíni no 2014 INBF South Western Natural Championships. Com relação a ser vegana, ela diz: “Eu faço o meu melhor para tomar decisões conscientes que não contribuam para a exploração, morte e sofrimento de nossos amigos animais”. “EU AMO ver o choque e a surpresa nos rostos das pessoas quando descobrem que sou vegana. Espero que meu bumbum perfeitamente esculpido e minha natureza compassiva inspirem sempre os outros a eliminar carne e lácteos de suas dietas. Eu também adoro ter um objetivo e ir atrás dele”, diz ela.

 

Nimai Delgado

Nimai Delgado

Nimai Delgado é um engenheiro mecânico da Califórnia e alimentado à base de plantas. Ele veste a camisa do Peta “Kale Yeah I’m Vegan”! (brócolis sim, eu sou vegano!) em foto no link.

 

John Lewis

John Lewis

Também conhecido como “Badass Vegan“, John Lewis se associou com a empresa de suplementos VeganSmart para demonstrar que você não precisa soro de leite (whey) para construir o seu melhor corpo. Com relação a ser uma inspiração para os outros, ele explica: “Ter tantas pessoas me dizendo que eu sirvo de motivação para que elas se tornem que veganas … me motiva a trabalhar ainda mais”.

 

Arvin Beck

De Düsseldorf na Alemanha, o fortemente tatuado Arvid Beck, diz que ele embala sua dieta com legumes, grãos e aveia para ajudar a manter um físico bem-humorado. Falando de seu estilo de vida vegano, ele diz: “Meu corpo é alimentado por plantas e compaixão”. “Eu não poderia mais viver com o pensamento de que outro ser vivo tem que dar sua vida, apenas para me oferecer alguns nutrientes que eu também posso obter de uma fonte vegetal, sem machucar ninguém”.

Agora confira outros atletas e fisiculturistas veganos nos links:

Great Vegan Athletes

These Vegan Bodybuilders Will Literally Smash Your Vegan Stereotype

Vegan bodybuilders, Daily Mail

Vegan Bodybuilders Win 32 Medals at 2017 Fit Games

Atletas cada vez mais adotam a dieta vegana

Conheçam mais uma atleta vegana: Morgan Mitchell (velocista)

Os comentários estão encerrados.